quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Esperar é preciso...

Eu estava bem ansiosa com a saída da Anna das fraldas. Já tinha tentado deixá-la sem fralda algumas vezes, mas desde que nos mudamos, voltei atrás por causa do carpete. Limpar xixi no carpete n vezes ao dia não estava nos meus planos.

Anna tomando banho de roupa na varanda e o Caio horrorizado com a invenção da irmã. Melhor que xixi na roupa, diz aí, Anna!

Mas sei lá, me incomodava o fato de eu não estar conseguindo ensiná-la a fazer xixi no banheiro. Apesar de entender racionalmente que cada criança tem um tempo, que elas aprendem imitando e tal, lá no meu íntimo martelava a frase da minha parteira que, baseada na antroposofia, dizia que toda criança com 2 anos já tem controle dos esfíncteres. Racionalmente eu não concordo com isso, porque sei que cada um é um. Tem criança que adquire o controle com mais idade, outras com menos, mas a questão também não é só o esfíncter, e sim a consciência corporal. Eu acho até que eles controlem antes de 2 anos, mas de uma forma mais, digamos, involuntária. Não como o coração que bate, mas como espasmos musculares. Não li nada a esse respeito e estou dando a minha opinião de leiga, que fique claro... Mas eu acho que entre esses espasmos e a consciência deles existe um longo caminho a percorrer. O da Anna durou 2 anos, 5 meses e 13 dias. Os últimos 3 em uma crise bem difícil de lidar, com birras, choros, colo e atenção exclusiva o tem-po to-do.
Depois da crise, tatuou-se inteira e ficou pelada. Quer maior reconhecimento do corpinho que lhe pertence que esse?
Eu pensei que fosse o dente, pensei que ela fosse ficar doente, pensei um monte de coisas, mas não achei que esse seria o grande passo para a independência das fraldas. Depois disso, ela recusou a fralda e passou a ir ao banheiro.
Desde então (uma semana), ela teve dois escapes de xixi e um de cocô. Pois é... a nossa bebê está crescendo... :D
Já brinca com fogos...
Faz tudo com seu banquinho inseparável: de lavar as mãos a observar a paisagem por sobre o murinho da varanda...
E faz pose...
... muita pose!
E sem fralda!

2 comentários:

  1. Parabéns, Anna, pela sua conquista!
    E parabéns, família, por ter dado a ela o tempo de que ela precisava :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como é difícil esperar! Credo! Como sou ansiosa! :p

      Excluir