sábado, 28 de março de 2015

Unschoolling / Desescolarização -- Afinal, o que é isso?

Nos anos 1970 Ivan Illich, um filósofo austríaco, publicou um livro chamado em português de "Sociedade sem escolas". Em outras línguas, entretanto, o termo original (que não achei qual é) já trazia a ideia de "desescolarizar", adotado atualmente em português.
Entretanto, em inglês usamos unschooling, não-escola.
Uma língua pra esse tanto de termo! Vamos à prática! :)
É claro que a palavra tem um forte poder na nossa sociedade letrada, mas eu acredito que mais forte do que a palavra na sociedade é a palavra dentro de nós. E, para mim, o que é desescolarizar meus filhos?

Uma das definições que gosto muito é esta a seguir, tirada deste site aqui e traduzida (má o meno) por mim:
Desescolarizar é um termo que John Holt cunhou no final dos anos 1970 para descrever o aprendizado baseado nos interesses e nas necessidades das crianças. A desescolarização não começou com uma noção dos pais do que era importante aprender e, em seguida, se transformou numa maneira de passar esse conteúdo às crianças. Pelo contrário, começou com a curiosidade natural da criança e se expandiu a partir daí. Desescolarizar não é um aprendizado sem instrução. Se uma criança quer aprender a ler, um pai/uma mãe desescolarizado/a pode oferecer instruções para ajudar com a decodificação das letras, ler para a criança e dar à ela ampla oportunidade para se encontrar com as palavras. Se a criança não tem interesse nesses suportes, o pai/a mãe se retira até que a criança peça por ajuda. A coisa mais importante sobre o processo de desescolarização é que a criança está no controle de seu aprendizado, não o adulto. Desescolarizados normalmente não fazem o trabalho tradicional escolar, ainda que aprendam o tradicional conteúdo. Eles aprendem isso como uma extensão natural da exploração de seus interesses pessoais.

Eu ainda complementaria: eles não só aprendem os conteúdos tradicionais, mas um tanto de coisa extra que na escola não conseguimos ver, por conta do tempo curto e corrido (ou porque não é interessante para os moldes da nossa sociedade...).
Enfim, termino com um projeto iniciado, executado e concluído pelo Caio, a partir de seu próprio interesse e necessidade. :) Isso é desescolarizar para mim.

Ah! E antes que eu me esqueça: agora o Igor é legalmente um homeschooler! :D Recebemos nossa exemption!

5 comentários:

  1. Muuuuito feliz pela conquista. Muito, muito mesmo!! Parabéns pelo duro trabalho burocrático! :D

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Como o Caio ta fofo!! Que vontade de apertar!!
    :-D Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá mesmo, Lu! Eu adoro apertar esse moleque! :)

      Excluir